sábado, 28 de agosto de 2010

Amor de Deus

Eu sei que muitas pessoas ao verem o título desse post já vão fechar a página e desistir de lê-lo. As pessoas têm muito preconceito quanto à religião. Mas como não me envergonho do Deus por quem vivo, resolvi vir contar como Ele é maravilhoso! Deus se manifesta em cada instante dos meus dias e sei que Ele é quem traça todos os meus caminhos. Eu não imagino a minha vida sem Deus. Toda vez que me questiono qunto à isso, eu penso que minha vida sem Deus seria vazia e sem sentido. Foi Ele quem soprou a vida em mim, me presenteou com uma família, amigos, talentos e personalidade. Certa vez, ouvi uma mensagem em que disseram "não importa em qual buraco você tenha caído, sua única solução é olhar para cima!". Eu tenho certeza que Deus tem a força exata de que você precisa para poder se salvar. Porque ao invés de Ele te salvar, Ele te dá forças para que você consiga se salvar e ter a certeza de que, com Ele, você pode. Ele tem a cura pra todo seu sofrimento, Ele pode enxugar todas as suas lágrimas e te reerguer. O amor de Deus é bom demais! E em troca, Ele só precisa que você O ame de volta! O amor de Deus é assim... na medida exata para preencher todo o vazio que você possa sentir! Ele não é apenas o seu Senhor, ele é seu Pai, seu amigo e Ele nunca, NUNCA vai desistir de você! Feche os olhos e sinta o amor de Deus soprando os seus cabelos, cantando nos seus ouvidos... simplesmente sinta o gosto inenarrável de sentir Deus em você e com você! Boa Noite!

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

O Meu Amor

Florbela Espanca

"Trago dentro de mim, amortalhado,
Um amor de tragédia, extraordinário,
Amor que é uma cruz sobre o Calvário
Onde o meu peito jaz crucificado!

Amor que é um rosal, já desfolhado,
De pétalas dum branco funerário
Amor que tem os gelos dum sudário,
E as chamas dum inferno não sonhado!

Amor que compreende mil amores,
Amor que tem em si todas as dores,
Amor que nem eu sei o que ele encerra...

Amor de sacrifício e de saudade,
Amor que é um poema de bondade,
Amor que é o maior amor da terra!"


- Dramático, não?! Mas nem por isso deixa de ser belo! Boa noite! Abraços.

sábado, 21 de agosto de 2010

OBS:

Boa noite meus caros! Tenho andado bem displicente com o blog, admito. Mas é que faltam quase 3 meses pro ENEM, enfim... tenho que estudar o máximo possível! Mas como já disse, sempre que puder estarei aqui. Grande Abraço!

"Se quiser gritar, grite. Chore. Cante. Dance. Você precisa liberar todo esse sentimento que existe dentro de você. Não se prenda. Às vezes nossa alma pede socorro e precisamos ter a capacidade de escutá-la!"

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Pequeno


Você já se sentiu pequeno? Do tamanhozinho de um grão? É difícil se sentir desse jeito, ainda mais em questões de amor, sentimentos etc. e tal. È cruel ter que admitir que você simplesmente não possa “competir” com outra pessoa pelo alguém amado. Mas acredito que às vezes é preciso, antes que você mergulhe de cabeça em um sentimento que não vai dar em nada. Mas não acredito que devamos desistir. Como já disse anteriormente eu sou péssimo nesses joguinhos de sedução e acredito que ser sincero é a forma mais correta de agir, sempre. Mas como já dizia minha mãe “nem toda verdade precisa ser dita!”. Concordo e discordo. Sempre me disseram pra quando conhecer uma menina esperar pra que ela me mandasse sinais de que também estava querendo algo mais. Mas, que sinais são esses? Eu nunca consegui ver esses tais sinais que as mulheres enviam ou se achei que tinham enviado, na verdade, não tinham. Sempre achei que nunca consegui despertar o interesse de ninguém. Fica sempre aquela duvida cretina na cabeça “será que tenho chance?”. E nesse meio tempo, sempre tem aquele “carinha” do colégio, ou da rua, cidade... enfim, que tenha convívio com ambos e que, é mais bonito que você, mais rico que você, mais charmoso que você e que todas as garotas são “a fim”, e diz tudo o que você queria ter dito (mesmo que ele não esteja sendo sincero) na boa, com um sorriso confiante e... BINGO! Eles estão juntos. Tem coisas que eu não compreendo! Muitas vezes já quis ser um desses caras, mas hoje em dia prefiro ser eu mesmo. Ainda me sinto pequeno quando estou perto e/ou com eles, ainda mais quando tenho que “competir” por alguém, mas aprendi a valorizar aquilo que eu sou. Eu sei que um dia vou encontrar alguém que me valorize também e que prefira estar comigo a esses sujeitos “que todas querem”. Essa pequenez, na verdade, só existe na nossa cabeça. Cada um é do tamanho que quer ser.

sábado, 14 de agosto de 2010

Mundo Monstro


A falta de cordialidade, de respeito, de amor, de compreensão e de generosidade para com o próximo são marcas do mundo em que vivemos hoje. As pessoas têm coragem de olhar para uma criança com um olhar de repúdio e preconceito pelo simples fato de serem portadoras de necessidades especiais, ou por serem de etnias diferentes, etc. Espero que saibam que, com a mesma voracidade com que elas olham essas crianças, os olhos de Deus estão sobre elas! Todos os dias somos expostos à dura realidade em que fomos inseridos desde que nascemos. À medida que os anos passam, parece que o amor vai se esfriando, as pessoas se afastando... Hoje em dia, amar é coisa de momento. Carinho é para encobrir algum erro cometido. Cordialidade é interesse. No mundo de hoje, homens não choram, não sentem. São uma máquina programada para receber prazer. Os que fogem à regra são considerados motivo de riso e pagam um alto preço por seguirem simplesmente o que sentem. Hoje, eu cansei de fazer parte desse mundo, onde os valores não existem mais e tudo é a ferro e fogo, cada um por si. Queria poder desaparecer por um momento e encontrar esse lugar tão sonhado, onde o meu amor fosse valorizado e aonde amar valesse à pena. Já li vários e vários textos abordando sobre os problemas do mundo de hoje e como nós não podemos resolvê-los: foi o próprio homem quem fez o mundo ficar assim! O que o mundo valoriza (status, dinheiro, fama, beleza...) é muito pouco pra mim. Eu quero é intensidade! Todos os dias, antes de dormir, eu corro pra poder tirar todo o amargo que o mundo germinou no meu coração. Procura-se um coração puro! É você quem decide se quer fazer parte da podridão humana ou se vai fazer a diferença, parafraseando Shakespeare "o meio tem influência sobre você, mas é você o responsável pelas suas escolhas". Termino esse texto com as últimas palavras da Morte em A Menina que Roubava Livros de Markus Zusak: “OS SERES HUMANOS ME ASSOMBRAM!”

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

NAMORE UM BARRIGUDINHO

Boa noite meus caros! Recebi um e-mail com o seguinte título "Namore um Barrigudinho", achei muito divertido e resolvi postá-lo aqui pra vocês, espero que gostem! Grande Abraço.


NAMORE UM BARRIGUDINHO
(palavras de uma psicóloga experiente)

Tenho um conselho valioso para dar aqui: se você acabou de conhecer um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a imaginar o dia do seu casamento e o nome dos seus filhos, pare agora e me escute! Na próxima vez que encontrá-lo, tente disfarçadamente descobrir como é sua barriga. Se for musculosa, torneada, estilo “tanquinho”, fuja! Comece a correr agora e só pare quando estiver a uma distância segura. É fria, vai por mim. Homem bom de verdade precisa, obrigatoriamente, ostentar uma barriguinha de chopp. Se não, não presta. Estou me referindo àqueles que, por não colocarem a beleza física acima de tudo (como fazem os malditos metrossexuais), acabaram cultivando uma pancinha adorável. Esses, sim, são pra manter por perto. E eu digo por quê. Você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, é pra fazer graça pra turma e provavelmente será engraçado, mesmo. Já os “tanquinhos” farão isso esperando que todas as mulheres do recinto caiam de amores - e eu tenho dó das que caem. Quando sentam em um boteco, numa tarde de calor, adivinha o que os pançudos pedem pra beber? Cerveja! Ou coca-cola, tudo bem também. Mas você nunca os verá pedindo suco. Ou, pior ainda, um copo com gelo, pra beber a mistura patética de vodka com `clight´ que trouxe de casa. E você não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo de refrigerante, porque eles não sabem e nem se importam com essa informação. E no quesito comida, os homens com barriguinha também não deixam a desejar. Você nunca irá ouvir um “ah, amor, ‘Quarteirão’ é gostoso, mas você podia provar um `McSalad’ com água de coco”. Nunca! Esses homens entendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar. Mais uma vez, repito: não é pra chegar ao exagero total e mamar leite condensado na lata todo dia! Mas uma gordurinha aqui e ali não matará um relacionamento. Se ele souber cozinhar, então, bingo! Encontrou a sorte grande, amiga. Ele vai fazer pra você todas as delícias que sabe, e nunca torcerá o nariz quando você repetir o prato. Pelo contrário, ficará feliz!
Outra coisa fundamental: Homens barrigudinhos são confortáveis!
Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela. Pois essa é a sensação de se deitar no peito de um musculoso besta. Terrível! Gostoso mesmo é se encaixar no ombro de um fofinho, isso que é conforto! E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na nossa lombar, e fica sensacional. Homens com barriga não são metidos, nem prepotentes, nem donos do mundo. Eles sabem conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. E eles aprenderam a conversar,a ser bem humorados, a usar o olhar e o sorriso pra conquistar. É por isso que eu digo que homens com barriguinha sabem fazer uma mulher feliz.
CARLA MOURA
(PSICÓLOGA, ESPECIALISTA EM SEXOLOGIA)

 
P.S.: Parafraseando o Marci (professor de Geografia do meu cursinho): "se eu não fizer propaganda de mim mesmo quem é que vai querer?" HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!

domingo, 8 de agosto de 2010

Feliz Dia dos Pais!


Já deu um abraço bem apertado no seu pai hoje? Tá esperando o quê? Corre lá agora e abrace ele e diga que o ama. Família é tudo de bom e não dura para sempre!

sábado, 7 de agosto de 2010

Tudo Passa...



Acredito que todos os dias temos que recomeçar, redescobrir o gosto doce do amor em cada gesto simples em que ele se manifesta. Um dia, tudo passa, mas as lembranças vão te acompanhar pelo resto da vida. Seja sábio, mas não se limite a ser um esboço do que sonha por medo de fracassar. Como diz a letra da canção "o tempo passa e com ele passa a dor" e também uns versos de Quintana¹ que dizem mais ou menos assim "a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional". Entenda que esse momento de tristeza e de solidão não é o sempre e o sempre é tempo demais pra poder ficar sofrendo. É hora de juntar os caquinhos do coração e começar e reconstruí-lo!

P.S.: Assistam o vídeo, a música é linda!
* ¹ Quintana = Mário Quintana (né Brasil?!)

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

De volta à vida real...

Boa noite meus caros!
Dei uma sumidinha, né?! Estou muito cansado, acabou os dias de folga na casa da mamãe! Agora é estudar, estudar, estudar... enfim, só vim para deixar um 'alô' como prometido. Um grande abraço!

- "Eu quero parar num instante de eternidade e acreditar que todas as coisas boas existem e estão em algum lugar esperando para serem vividas!"

segunda-feira, 2 de agosto de 2010


“Então dê uma olhada naquele espelho, e lembre-se de ser feliz. Porque você merece ser. Acredite nisso. Acredite que seus sonhos podem se realizar todos os dias, porque eles se realizam.” (One Tree Hill – Ep.24, 6ª Temporada)

domingo, 1 de agosto de 2010

Tem tanta gente pedindo socorro...


Já reparou que em nosso cotidiano, percebemos várias pessoas pedindo socorro? Quantas vezes você já viu um mendigo pedindo esmola? Uma criança no sinal, idosos no chão das ruas pedindo restos de comida? Em toda parte existem pessoas pedindo socorro, algumas, gritam. Existem tantas pessoas sofrendo neste mundo que às vezes me sinto muito ordinário de achar que tenho problemas. A questão é: os problemas desesperadores de uma grande parcela da sociedade não anulam os nossos próprios problemas e o fato de ficarmos chateados com eles. Olhar ao redor e perceber que existem muitas pessoas com problemas muito maiores que os nossos é bom para nos fazer refletir, mas não para nos acomodar. Simplesmente aceitar a situação com a desculpa que tem muitos sofrendo mais que você é ser, no mínimo, covarde. O ideal seria lutar sempre para superar tudo o que te incomoda e entristece, mesmo que para isso tenhamos que nos livrar de velhos hábitos difíceis de largar. Se entregar ao desespero de aceitar uma vida que pode ser mudada é ser um mendigo que pode ir comer em um bom restaurante, mas prefere ficar nas ruas pedindo restos. É preciso tentar se socorrer ao invés de estar sempre esperando que alguém faça isso.
“Lembre-se que se algum dia você precisar de ajuda, você encontrará uma mão no final do seu braço. À medida que você envelhecer, você descobrirá que tem duas mãos - uma para ajudar a si mesmo, e outra pra ajudar aos outros.” (Audrey Hepburn)