quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Pequeno


Você já se sentiu pequeno? Do tamanhozinho de um grão? É difícil se sentir desse jeito, ainda mais em questões de amor, sentimentos etc. e tal. È cruel ter que admitir que você simplesmente não possa “competir” com outra pessoa pelo alguém amado. Mas acredito que às vezes é preciso, antes que você mergulhe de cabeça em um sentimento que não vai dar em nada. Mas não acredito que devamos desistir. Como já disse anteriormente eu sou péssimo nesses joguinhos de sedução e acredito que ser sincero é a forma mais correta de agir, sempre. Mas como já dizia minha mãe “nem toda verdade precisa ser dita!”. Concordo e discordo. Sempre me disseram pra quando conhecer uma menina esperar pra que ela me mandasse sinais de que também estava querendo algo mais. Mas, que sinais são esses? Eu nunca consegui ver esses tais sinais que as mulheres enviam ou se achei que tinham enviado, na verdade, não tinham. Sempre achei que nunca consegui despertar o interesse de ninguém. Fica sempre aquela duvida cretina na cabeça “será que tenho chance?”. E nesse meio tempo, sempre tem aquele “carinha” do colégio, ou da rua, cidade... enfim, que tenha convívio com ambos e que, é mais bonito que você, mais rico que você, mais charmoso que você e que todas as garotas são “a fim”, e diz tudo o que você queria ter dito (mesmo que ele não esteja sendo sincero) na boa, com um sorriso confiante e... BINGO! Eles estão juntos. Tem coisas que eu não compreendo! Muitas vezes já quis ser um desses caras, mas hoje em dia prefiro ser eu mesmo. Ainda me sinto pequeno quando estou perto e/ou com eles, ainda mais quando tenho que “competir” por alguém, mas aprendi a valorizar aquilo que eu sou. Eu sei que um dia vou encontrar alguém que me valorize também e que prefira estar comigo a esses sujeitos “que todas querem”. Essa pequenez, na verdade, só existe na nossa cabeça. Cada um é do tamanho que quer ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita e comentário. Que possamos redescobrir sempre, e sempre juntos, muitas coisas boas!