domingo, 1 de agosto de 2010

Tem tanta gente pedindo socorro...


Já reparou que em nosso cotidiano, percebemos várias pessoas pedindo socorro? Quantas vezes você já viu um mendigo pedindo esmola? Uma criança no sinal, idosos no chão das ruas pedindo restos de comida? Em toda parte existem pessoas pedindo socorro, algumas, gritam. Existem tantas pessoas sofrendo neste mundo que às vezes me sinto muito ordinário de achar que tenho problemas. A questão é: os problemas desesperadores de uma grande parcela da sociedade não anulam os nossos próprios problemas e o fato de ficarmos chateados com eles. Olhar ao redor e perceber que existem muitas pessoas com problemas muito maiores que os nossos é bom para nos fazer refletir, mas não para nos acomodar. Simplesmente aceitar a situação com a desculpa que tem muitos sofrendo mais que você é ser, no mínimo, covarde. O ideal seria lutar sempre para superar tudo o que te incomoda e entristece, mesmo que para isso tenhamos que nos livrar de velhos hábitos difíceis de largar. Se entregar ao desespero de aceitar uma vida que pode ser mudada é ser um mendigo que pode ir comer em um bom restaurante, mas prefere ficar nas ruas pedindo restos. É preciso tentar se socorrer ao invés de estar sempre esperando que alguém faça isso.
“Lembre-se que se algum dia você precisar de ajuda, você encontrará uma mão no final do seu braço. À medida que você envelhecer, você descobrirá que tem duas mãos - uma para ajudar a si mesmo, e outra pra ajudar aos outros.” (Audrey Hepburn)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita e comentário. Que possamos redescobrir sempre, e sempre juntos, muitas coisas boas!