segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Apenas Amigos


Hoje passou na tevê esse filme. A minha história. Acho que esse filme ilustra perfeitamente o que eu passei. É muito fácil achar engraçado, mas eu me reconheço ali, sendo o alvo dos risos, do amor não correspondido e na tentativa de superação. Mas tem um porém: eu não tive um final feliz, eu não consegui me transformar num "canalha pegador" (e nem sei se quero), apesar de saber que é deles que as mulheres gostam (não adianta querer negar). Eu passei a vida inteira tentando provar (até pra mim mesmo) que o sentimento verdadeiro valia à pena, mas eu nunca tive uma resposta disso. Ou as pessoas têm um sério problema em enxergar as outras ou o problema está realmente comigo. Às vezes sinto que deveria estar em um outro lugar onde houvesse quem valorizasse o sentimento. Sei que parece papo de gordo recalcado, mas não é. Isso é a minha vida, quem eu sou e não importa se hoje eu peso 50 ou 100 quilos, na minha cabeça vai sempre existir o gordinho fracassado da escola. Porque eu vivi esse papel, eu sei como foi e as conseqüências disso. Sei também que nem todo gordinho é a vítima, existem alguns que realmente merecem estar no topo do lixo. Mas eu fui da parte dos que choravam dentro de sala, se expunha e era duramente criticado. Eu não sei se sou traumatizado com isso, só sei que consigo ver, ainda hoje, aquele gordinho pedindo socorro na educação física, sem saber o porquê de estar ali.
É... existem coisas que a gente nunca esquece!

Um comentário:

  1. Olá Alysson! Assisti ao filme, parece uma parte da minha vida que fica lá "de canto", e que vez e outra surge de repente. Espero que, caso não passe de vez, tenha um final igual ao filme. rsrsrs.
    Bem, vim avisar que 2 selos para você lá no Molhe-se, passa lá. Beeejo,beeejo.

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita e comentário. Que possamos redescobrir sempre, e sempre juntos, muitas coisas boas!