quinta-feira, 7 de abril de 2011

NOJO


Essa semana passou no Profissão Repórter uma matéria sobre o abuso sexual e, foi constatado que a maioria dos casos acontecem com crianças e o pior, dentro de suas próprias casas. Agora, tivemos a notícia das aproximadamente 11 crianças que foram assassinadas na escola de Realengo. Crianças. Sim, aquelas que deveriam estar brincando e aprendendo, crescendo de forma natural e não sendo usadas ou simplesmente assassinadas sabe-se lá o porquê. Mas isso, todo mundo já sabe. Sempre ocorre comoção e todos ficam chocados, mas e aí? Que providências são tomadas? E aí, que depois começa a novela e todo mundo esquece daquelas crianças, vítimas de um desconhecido armado ou até dos seus próprios pais. Os jornais nos assustam pelo tanto de reportagens sobre o crescente "abuso infantil". Digo mais uma vez: Crianças, C-R-I-A-N-Ç-A-S. A única coisa que consigo sentir agora é nojo. Me embrulha o estômago admitir que assim como essas crianças que são noticiadas, existem tantas outras que sofrem em silêncio. Eu gostaria de poder dizer que isso pode melhorar... Dizem que o mundo está acabando, mas eu acho é que estão acabando com ele.

Um comentário:

Obrigado pela visita e comentário. Que possamos redescobrir sempre, e sempre juntos, muitas coisas boas!